Bem-vindo(a) ao Portal Escrivão Caminha! Explore os nossos blogs , vote em nossos textos e escreva para nós.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Os adventistas e o Arcanjo Miguel - 2 (ensino da Bíblia)

Este post é parte de uma série apologética sobre erros comuns que as pessoas 
acreditam e ensinam sobre os adventistas, sua história, suas crenças e suas práticas.

Erro comum: A Igreja Adventista está errada ao dizer confundir Jesus com o Arcanjo Miguel, algo estranho pois os anjos não podem ser adorados e não há qualquer evidência bíblica para essa posição tão estranha.
Quem é o Arcanjo Miguel relatado na Bíblia?

1 – O que dizem as diversas religiões?

  • PROTESTANTES  - Os protestantes rejeitam a visão de Miguel como o único arcanjo, mas não identificam os demais da sua categoria. Um hino popular no meio protestante é "Ao coro dos arcanjos eu uno meu louvor, / E adoro humildemente o grande Criador."
  • CATÓLICOS - A teologia católica divide os anjos em nove ordens hierárquicas: anjos, serafins, querubins, tronos, dominações, principados, poderes, virtudes e arcanjos, a saber Miguel, Gabriel e Rafael (mencionado no Livro de Tobias).
  • ORTODOXOS - A teologia ortodoxa oriental menciona "milhares de arcanjos", mas apenas sete são venerados pelo nome: Miguel, Gabriel, Rafael, Uriel, Sealtiel, Jegudiel, Baraquiel e Jeremiel.
  • JUDEUS  - A Cabala e os livros apócrifos (Livro de Enoque, Vida de Adão e Eva e Apocalipse de Baruque) falam de Miguel como um de pelo menos 11 arcanjos: Miguel, Rafael, Gabriel, os 3 principais; mais Uriel, Sariel, Raguel e Remiel (ou Ramiel), Zadequiel, Jofiel, Haniel e Chamuel.
  • MUÇULMANOS - O Alcorão diz que Miguel é um dos 4 arcanjos: Miguel, Gabriel, Israfil e Azrael.


2 – O que diz a Palavra de Deus?

A – Quantos arcanjos existem?

A Palavra de Deus fala no plural de:

- anjoS (Gn 3:22-24, Ex 25:17-22; Ez 10 etc.)
- serafinS (Is 6:1-3, único caso)
- principados e potestades (Ef 6:11-12, Cl 1:15-16, Rm 8:38-39, únicos casos)

Antes de prosseguirmos, os críticos estão certos em um ponto: é preciso lembrar que as Escrituras proíbem a adoração aos anjos em Apocalipse 22:8-9. Como criaturas que são, os anjos estão subordinados a Jesus (1Pe 3:22) e o próprio Pai ordena aos anjos que adorem ao Filho de Deus (Hb 1:5-6). Jesus não apenas é superior aos anjos, mas também tem um nome superior ao deles (Hb 1:3-4).

Continuando, embora as Escrituras falem dos anjos e suas ordens no PLURAL, elas falam de ARCANJO apenas duas vezes, e apenas no SINGULAR:

"Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro;"
– 1 Tessalonicenses 4:16, ARA

"Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda!"
– Judas 1:9, ARA

Portanto, há apenas UM ARCANJO apresentado na Bíblia. Não há nenhum outro arcanjo mencionado em toda a Bíblia. Como também não há nenhum outro Leão de Judá, Cordeiro de Deus, Estrela da Manhã etc. na Bíblia. Usar títulos e figuras para Jesus não tira o fato de Ele ser uma pessoa.

Judas 1:9 é interessante por identificar o ÚNICO ARCANJO pelo nome de MIGUEL. Este nome aparece apenas em 5 passagens das Escrituras: Daniel 10:13, Daniel 10:21, Daniel 12:1, Judas 1:9, Apocalipse 12:7.

B – O que significam os nomes Arcanjo e Miguel?

O nome MIGUEL vem do hebraico Micha'el or Mîkhā'ēl (מִיכָאֵל‎) e significa: “Quem é semelhante a Deus?” É  um ataque direto a Satanás – o anjo querubim que, desde o princípio, rebelou-se contra o Criador desejando ser superior ao Deus que o criou (Is 14:12-14; Ez 28:14-17).

O nome ARCANJO vem do grego arkangélos (αρχάγγελος), uma combinação do prefixo ARCHÉ (significando "chefe ou governante" ou "principal ou superior") e do nome ANGÉLOS  (traduzido do hebraico "mallach" e que quer dizer "mensageiro"). Portanto, ARCANJO pode significar tanto "anjo principal" quanto "chefe dos anjos".  O prefixo ARCH é o mesmo usado em palavras como arcebispo, arcediago (diácono-chefe), arquiduque e arquiabade, dando a ideia de "superioridade, primazia ou proeminência".

João Calvino identifica o Miguel das passagens de Daniel como sendo o próprio Jesus Cristo, sem que isso implique rebaixar Jesus a um mero anjo criado. Centenas de anos antes de Ellen White e os adventistas fazerem a mesma coisa.

E ainda que alguém não acredite na identidade de Jesus como o Arcanjo Miguel, não pode deixar de lado a misteriosa figura do Anjo de Jeová - que aparece a Abraão, a Jacó, a Moisés, Josué e aos pais de Sansão. Ele se apresenta em nome do próprio Deus e recebe adoração. O Anjo de Jeová, para muitos uma manifestação do Jesus pré-encarnado:

1) se apresenta como o próprio Jeová,
2) carrega Seu nome (Ex 23:20-21) e
3) recebe adoração - Gn 16:7-13; 22:11-12; 31:11-13; 48:15-16; Ex 3:2-6; Jz 6:12-16,21-23; Zc 3:1-2.

Veja os textos neste link.

C ­– O que o Arcanjo Miguel estava fazendo em Judas 1:9?

Nessa passagem, há uma disputa pelo cadáver de Moisés, que foi sepultado em local desconhecido (Ex 34:4-7). Por que Satanás disputaria um corpo morto?
Satanás estava disputando com Miguel Arcanjo, em Judas 9, seu direito e poder sobre o corpo do patriarca. A Bíblia diz que uma das razões da vinda de Jesus era para que "por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo" (Hebreus 2:14, ARA).

As Escrituras também ensinam que os mortos estão inconscientes, nada sabem, nada fazem e não louvam a Deus - Ec 3:19-20; Sl 104:27-29; 146:3-4; Jó 7:9-10; 14:20-21. Mas também registra que Moisés estava VIVO no Monte da Transfiguração lado a lado com Jesus, Elias e 3 apóstolos (Mt 17:1-3).

A partir dessas passagens, é correto afirmar que Moisés foi o primeiro homem a ressuscitar dentre os mortos.

Assim também entenderam Faussett (anglicano) e Jamieson e Brown (presbiterianos), que defendem a ressurreição de Moisés. Os autores desse comentário bíblico famoso (e altamente recomendado por Charles Spurgeon*) assim explicam Judas 1:9:

"sobre o corpo de Moisés - o corpo literal. Satanás, como tendo o poder da morte, contrário à ressurreição, em razão do pecado de Moisés em Meribá, e seu assassinato do egípcio. Que Moisés corpo foi gerado, aparece em sua presença com Elias e Jesus (que estavam no corpo) na Transfiguração: a amostra e penhor do reino que vem a ressurreição, a ser introduzido por Michael em pé para o povo de Deus. Assim, em cada dispensação uma amostra e garantia da ressurreição futura foi dado: Enoch na dispensação patriarcal, Moisés no Levítico, Elias no profético."

Fonte: "Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible", de Robert Jamieson, A. R. Fausset e David Brown, publicado em 1871. – http://www.biblestudytools.com/commentaries/jamieson-fausset-brown/jude/jude-1.html




Share/Save

Seja o primeiro a comentar

Related Posts with Thumbnails

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO